Servidores da CGJAM acompanham seminário promovido pela Escola Superior da Magistratura do AM


Seminário “Combate ao assédio moral, sexual e discriminação” é acompanhado por magistrados e servidores do Tribunal de Justiça do Amazonas que ocupam cargos em comissão de natureza gerencial ou com poderes de gestão (diretores, secretários, gerentes, chefes e demais).


A Escola Superior da Magistratura do Amazonas (Esmam) deu início na última terça-feira (16/08) ao Seminário “Combate ao assédio moral, sexual e discriminação”. A formação é acompanhada por servidores e servidoras que atuam na Corregedoria-geral de Justiça do Amazonas (CGJ/AM) assim como por magistrados e servidores do Tribunal de Justiça do Amazonas que ocupam cargos em comissão de natureza gerencial ou com poderes de gestão (diretores, secretários, gerentes, chefes e demais).


O seminário é promovido no formato híbrido – presencial e on-line – e terá carga horária de 12h e cumpre requisito necessário da Portaria CNJ N° 170/2020, assim como da Resolução CNJ N° 351/2020, que institui, no âmbito do Poder Judiciário, a Política de Prevenção e Enfrentamento do Assédio Moral, do Assédio Sexual e da Discriminação.


Segundo o diretor da Esmam, desembargador João de Jesus Abdala Simões, “em virtude da importância do tema, entendemos ser necessário que a capacitação atenda não apenas os magistrados, mas também os seus auxiliares diretos, ou seja, os servidores com cargos de chefia. Tendo em vista a necessidade de alcançar o maior número de magistrados e servidores do interior do estado, bem como a possibilidade de participação de magistrados e servidores dos demais tribunais do Brasil, a Esmam optou por oferecer o evento na modalidade híbrida, ou seja, presencial e online (síncrona), via plataforma Zoom”, declarou Simões.

A subdiretora da Esmam, desembargadora Joana dos Santos Meirelles, declarou que “capacitar o magistrado, para atuar em conformidade com as atualizações no âmbito do combate ao Assédio Moral, Sexual e Discriminação, bem como levá-lo à compreensão de forma ampla da realidade da sociedade no estado, irá aprimorar sua atuação jurisdicional, ampliando a prestação de serviços da Justiça aos cidadãos”.

O seminário contará com palestras proferidas pelos seguintes ministrantes: Juíza Luciana da Eira Nasser; Procuradora do Trabalho Fabíola Bessa Salmito Lima; desembargador Roger Rauph; psicólogo Ronaldo Gomes Souza; médico Evandro Carlos Miola e professora doutora Maria Izabel Ovellar.

Com informações do portal da Esmam

Texto: Ramiro Neto (Núcleo de Divulgação da Esmam)

Foto: Chico Batata

SETOR DE COMUNICAÇÃO

imprensa.cgj@tjam.jus.br

0 visualização0 comentário