top of page

Novo RG: Corregedor recebe informações sobre emissão da Carteira de Identidade Nacional no Amazonas

No mês passado, o governo federal prorrogou o prazo para novembro deste ano para que todos os estados estejam aptos a emitir a Carteira de Identidade Nacional (CIN).


O processo para a emissão da Carteira de Identidade Nacional (CIN), o “novo RG”, já está bem adiantado no Amazonas e a previsão é que o estado entregue os primeiros documentos dentro do prazo estabelecido pelo governo federal – até novembro deste ano. A informação foi repassada ao corregedor-geral de Justiça do Amazonas, desembargador Jomar Fernandes, durante sua visita ao Instituto de Identificação Aderson Conceição de Melo (IIACM), realizada recentemente. O órgão faz parte do Departamento de Polícia Técnico-Científica do Amazonas (DPTC), cujas unidades também receberam a equipe da Corregedoria-Geral de Justiça (CGJ/AM) dentro da programação de visitas institucionais para conhecer o trabalho das instituições periciais do estado e a sua estrutura.


O IIACM funciona próximo ao sambódromo, em Manaus, e atua na identificação civil e criminal do cidadão. Somente em março deste ano, o instituto emitiu 13.057 RG’s (1.ª via); e 16.313 documentos de 2.ª via do RG no estado do Amazonas. De acordo com o diretor do IIACM, Mahatma Porto, o processo ainda é feito manualmente. Quando o cidadão precisa da 2.ª via do RG, por exemplo, o servidor do instituto vai verificar o prontuário do indivíduo – como é denominado o documento que traz os registros civis do cidadão – de forma manual, no arquivo físico da instituição, que possui 4,2 milhões de prontuários em números atuais, para fazer as devidas comprovações.

Mahatma Porto explicou ao corregedor e comitiva que, a partir do decreto do governo federal que determinou a instituição do novo RG, publicado no início do ano passado, os estados tiveram que se adaptar e buscar a adoção de sistemas a fim de cumprir o teor do decreto. A CIN ou a nova Carteira de Identidade vai adotar o número do CPF como registro geral ou identificação única e, conforme a Agência Brasil, a emissão do documento continuará sendo feita pelos Institutos de Identificação dos estados, que tinham o prazo inicial de até março deste ano para se adequarem à mudança, mas o governo federal prorrogou para novembro de 2023.


No Amazonas, o diretor Mahatma Porto disse: "esperamos que, em breve, já estejamos trabalhando com o novo sistema digital”, o que permitirá a emissão do ‘RG’ nos padrões exigidos pelo governo. Entre as principais vantagens da adoção do novo sistema, listadas pelo diretor, estão as consultas e respostas mais céleres; e maior segurança ao cidadão e à sociedade, evitando fraudes na documentação. “Hoje, para localizar um prontuário, o servidor precisa buscá-lo no arquivo físico. Com o novo sistema, estando digitalizado, o servidor que necessitar do documento basta pesquisar no sistema e já terá as informações digitalizadas”, enfatizou.


Também representará maior auxílio a órgãos como o Instituto Médico-Legal (IML), no caso de identificação de cadáveres desconhecidos, por exemplo; e, ainda, aos hospitais gerais. “Com a biometria, as pessoas que estão desmemoriadas em algum hospital, em decorrência de uma doença ou acidente, o instituto levará um módulo do sistema até o local onde está essa pessoa para colher a digital e assim buscar a sua identificação”, explicou o diretor, durante a visita da comitiva da Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas.


Visita

O desembargador Jomar Fernandes conheceu a área de arquivo do instituto e vários setores. Acompanhou o trabalho desenvolvido pelos servidores que atuam na identificação do cidadão por meio das digitais e recebeu informações sobre o projeto arquitetônico do complexo pericial, o qual será composto de três edifícios de cinco andares para abrigar todos os três órgãos que fazem parte do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), da Secretaria Estadual da Segurança Pública do Amazonas (SSP/AM): o Instituto de Criminalística Lorena dos Santos Baptista; o IML e o Instituto de Identificação Aderson Conceição de Melo.


Além do corregedor, participaram da visita institucional o secretário estadual de Segurança Pública do Amazonas, general de divisão do Exército Brasileiro, Carlos Alberto Mansur; o corregedor-geral do Sistema de Segurança Pública, coronel Franciney Bó; o delegado Herbert Lopes, do Gabinete de Relações Institucionais da Polícia Judiciária da SSP no Fórum de Justiça Henoch Reis; a diretora do Departamento de Polícia Técnico-Científica do AM, Margareth Vidal; o diretor do Instituto de Identificação, Mahatma Porto; e o chefe de Gabinete da CGJ/AM, Sérgio Amorim.

Confira também outras matérias sobre as visitas institucionais às unidades que integram o Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC):

- Corregedor-geral de Justiça realiza visita institucional às instalações do Instituto de Criminalística do Amazonas

- Desembargador Jomar Fernandes conhece o trabalho do Banco de Olhos e dos cartórios extrajudiciais que funcionam no IML

#PraTodosVerem: A foto que ilustra a matéria mostra o desembargador-corregedor (ele tem cabelo curto, pele morena e usa bigode; veste um paletó azul marinho, uma camisa branca e calça jeans) acompanhando o trabalho do servidor que realiza análise de digitais. No lado direito do corregedor estão a diretora do DPTC e o diretor do IIACM; no lado esquerdo, estão o secretário de Segurança Pública e o chefe de Gabinete da CGJ. Todos estão em pé, olhando para o trabalho de identificação de digitais feito por servidor do órgão, que está sentado em sua mesa, trabalhando no computador. Encontram-se em uma sala com divisórias, num ambiente iluminado.

Texto: Acyane do Valle | CGJ/AM Fotos: Marcus Philipe | TJAM

0 visualização0 comentário
bottom of page