top of page

Magistrados do Amazonas prestigiam posse da nova gestão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

Atualizado: 23 de fev.



O desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, que era o corregedor-geral de Justiça do Rio de Janeiro, foi empossado nesta sexta-feira como novo presidente do TJRJ.


Os novos dirigentes do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) tomaram posse nesta sexta-feira (3/2) para o biênio 2023-2024. O desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo assumiu a Presidência do Poder Judiciário fluminense afirmando estar pronto para essa missão. A solenidade de posse foi prestigiada pela vice-presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargadora Joana dos Santos Meirelles; pelo corregedor-geral de Justiça do Amazonas, desembargador Jomar Fernandes; e pelo diretor da Escola Superior da Magistratura (Esmam), desembargador Flávio Pascarelli.


Também foram empossados nesta sexta-feira os desembargadores Marcus Henrique Pinto Basílio (corregedor-geral da Justiça do Rio de Janeiro); Caetano Ernesto da Fonseca Costa (1.º vice-presidente); Suely Lopes Magalhães (2.ª vice-presidente); José Carlos Maldonado de Carvalho (3.º vice-presidente); e Marco Aurélio Bezerra de Melo (diretor-geral da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro - Emerj), conforme informou o portal do TJRJ.

Ainda segundo o tribunal fluminense, a cerimônia aconteceu no início da tarde desta sexta-feira, no Plenário da Lâmina Central, Fórum Central, com transmissão pelo canal oficial do PJERJ no YouTube. O novo presidente foi eleito com o voto de 99 dos 185 desembargadores que participaram da sessão do Tribunal Pleno do dia 12 de dezembro do ano passado.


O magistrado anunciou que trabalhará por um tribunal unido, moderno e preparado para o futuro. “Aprendi a conhecer o Tribunal nos diversos cargos de administração que exerci e estou pronto para assumir a Presidência”, declarou o desembargador que ocupou os cargos de corregedor-geral da Justiça (biênio 2021/2022); diretor-geral da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (2017/2018); e foi presidente da Comissão de Políticas Institucionais para Eficiência Operacional e Qualidade dos Serviços Judiciais (Comaq), no biênio 2015/2016. À frente da Presidência do TJRJ, o desembargador Ricardo Cardozo pretende promover uma reforma administrativa na estrutura do Tribunal e dar continuidade à renovação digital do Poder Judiciário fluminense iniciada na gestão do desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira. “Vamos adotar um plano de gestão para impulsionar projetos dividindo em três áreas de governança: institucional, administrativa e tecnológica”, adiantou. Ainda de acordo com o presidente do TJRJ eleito para o biênio 2023/2024, serão priorizados os investimentos em tecnologia e o desenvolvimento da inteligência artificial.


Perfil

Nascido em Niterói, o novo presidente do TJRJ, desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, formou-se pela Faculdade de Direito da Universidade Federal Fluminense (UFF) em 1979; foi defensor público do Estado do Rio de Janeiro por cinco anos antes de ingressar na Magistratura fluminense em 1988, tendo sido promovido a desembargador em 2003. Foi ainda membro do Órgão Especial (2014/2016), presidente da Comaq (2015/2016), membro das Bancas Examinadoras dos 41.º, 45.º e 46.º Concursos para Ingresso na Magistratura de Carreira do Estado do Rio de Janeiro nas disciplinas de Processo Civil e Direito Civil; atuou como juiz eleitoral titular da 246.ª Zona Eleitoral e foi coordenador regional eleitoral das áreas de Campo Grande e Santa Cruz (Zona Oeste do Rio) de 1996 a 2003.


Presidiu a 15.ª Câmara Cível; atuou como professor da Emerj, da Faculdade de Direito da Universidade Estácio de Sá, da Faculdade de Direito da Universidade Augusto Motta; foi chefe do Departamento de Ensino da Faculdade Niteroiense de Educação, Letras e Turismo – Universidade Plínio Leite e vice-presidente do Fórum Permanente de Direito de Família da Emerj.

#PraTodosVerem: A foto que ilustra a matéria mostra os três magistrados do Amazonas, lado a lado, de pé, posando para a fotografia. Eles estão em destaque na imagem, com o corregedor à esquerda - ele é moreno, com cabelos curtos e bigode; veste um terno escuro, camisa branca e gravata vermelha. Ao seu lado está a desembargadora Joana Meirelles - ela tem a pele clara, os cabelos são louros e usa óculos; está com um vestido azul piscina e um colar na mesma cor da roupa, além de um casaquinho preto. Ao seu lado encontra-se o desembargador Pascarelli - ele tem pele clara, usa óculos e tem cabelos curtos; veste um terno preto, camisa cinza e gravata azul com listras diagonais. Eles estão no local da solenidade, que é um ambiente iluminado, e o teto destacando-se com suas linhas ovais em dourado.

Com informações do Portal do TJRJ Foto: Acervo Pessoal | Corregedor-Geral de Justiça

1 visualização0 comentário
bottom of page