Ela é inspiração em verso e prosa

Atualizado: 3 de mai.


Esta semana a seção “Fora do Expediente” vai falar de uma mulher dedicada a tudo que faz. Ela adora pessoas, é comunicativa, também é cheia de fé e de esperança. Por onde passa leva sempre uma palavra de encorajamento. Este ano tem planos de lançar quatro livros. É apaixonada pela família e está sempre disposta a fazer a diferença na vida do próximo. Você já sabe de quem estou falando?


1) Quem é você?

Sou Kátia Maria dos Santos Colares Ribeiro, especialista em Gestão Pública. Exerço a função de chefe do Setor de Expediente da CGJ-AM. Sou uma mulher dinâmica e focada nas minhas atividades, sou comunicativa e estou sempre de bom humor.

2) O que você mais gosta no seu trabalho?

Trabalho com satisfação, sempre foco na administração compartilhada; valorizo e reconheço o trabalho desenvolvido em equipe. Sempre busco estar à disposição para ajudar no que é possível; gosto de transmitir conhecimento adquirido, além estar sempre pronta para aprender.

3) E fora do trabalho, quais são as suas paixões?

Eu amo estar com minha família; amo minha casa. Tudo que faço é com amor e com entrega. Tenho muita alegria em compartilhar os momentos com meu esposo, com meus filhos, genros, noras e netos (sou uma avó que “caduca” muito), e claro nossos animaizinhos também são paixões dividas por todos nós.


Amo viajar; já conheci todas as capitais brasileiras e em um futuro próximo eu e meu esposo estamos com projeto de viajar para o exterior.

Recentemente descobri uma paixão que nem me dava conta: o gosto de fazer bolos e salgados.


Amo Deus acima de tudo e também amo minha igreja, os momentos que passo na ‘Adoração ao Senhor’ são muito importantes. As árvores no quintal da minha casa… Eu vejo tudo como bênção de nosso Deus.

Também tenho outra paixão muito especial que é escrever. Sou escritora de prosas e me arrisco, de vez em quando, na poesia.


4) Sobre a habilidade da escrita, quando você descobriu esse talento?

Minha cabeça sempre está criando alguma coisa - e a habilidade de escrever descobri ainda muito jovem. Escrevia o que pensava em caderninhos que guardava só para mim. Comecei a escrever jograis e peças para a igreja onde participava em Tefé, município onde nasci.

Tenho várias histórias e escritos que estão aguardando serem completados. Meu forte é escrever contos, histórias infantis e reflexões bíblicas.

Tudo o que faço na vida tenho como orientação a Bíblia: livro que amo ler de forma diária para me inspirar em tudo que desenvolvo.

Foi em 2006 que comecei a participar de antologias de associações e academias de todo o Brasil e nunca mais parei. Em vista dessas participações fui convidada a integrar, em 2015, a Academia de Letras do Brasil – Amazonas. Hoje faço parte de outras academias e associações.


Estou com quatro livros previstos para publicação e lançamento até o final deste ano.

5) Quais conquista você acumula?

Já recebi algumas comendas e títulos pelos serviços desenvolvidos na cultura e participação em diversas antologias. Atualmente faço parte de algumas academias nacionais e também internacionais, além de associações culturais.

6) Que dicas você pode dar para quem tem interesse de crescer nessa área que você atua?

Estudar bastante, assim como ler sobre o que se deseja escrever. Atualizar-se sempre. A pesquisa faz parte da vida do escritor. Outra dica é: todo mundo é capaz de escrever, portanto, quem deseja crescer na área literária deve confiar em si mesmo e nas histórias que tem para contar.

7) Se você pudesse deixar uma mensagem para o mundo, qual seria?

Somos pessoas em constante evolução e não devemos ter limites para produzir. Sempre podemos melhorar e crescer. Quando publicamos o que pensamos, somos capazes de fazer a diferença na vida do próximo; por isso, é relevante que tomemos cuidado com o que deixamos escrito para esta e para as gerações futuras.

91 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo