Comarca de Lábrea anuncia Curso de Preparação à Adoção com transmissão online para outros municípios

Atualizado: 30 de mai.

Com o objetivo de capacitar e habilitar pessoas com pretensões à adoção, curso será ministrado presencialmente em Lábrea e acompanhado, de forma remota, por munícipes de Anamã, Barcelos, Boca do Acre, Canutama, Maués, Pauini e Tapauá.


Nesta quarta-feira, dia 25 de Maio, na data em que se comemora o “Dia Nacional da Adoção”, o Poder Judiciário do Estado do Amazonas, em uma iniciativa da Vara Única da Comarca de Lábrea torna pública a realização de seu “Curso de Preparação à Adoção”, que acontecerá nos dias 28 e 29 de maio (sábado e domingo) com transmissão para outras sete comarcas do interior do Amazonas. O curso também terá um módulo, no dia 4 de junho, voltado para profissionais e colaboradores da rede de apoio.


O curso conta com o apoio da Corregedoria-geral de Justiça do Amazonas (CGJ/AM) e da Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional do Amazonas (CEJAIA-AM) e será promovido em parceria com o Grupo de Apoio a Pais Adotivos do Amazonas (GAPAM).


De acordo com os coordenadores da atividade, nos dias 28 e 29, o curso será ministrado das 8h às 17h na Câmara Municipal de Lábrea e o mesmo será transmitido, por meio de videoconferência, para as comarcas de Anamã, Barcelos, Boca do Acre, Canutama, Maués, Pauni e Tapauá.


O curso tem como objetivo capacitar e habilitar, no Sistema Nacional de Adoção (SNA), pessoas pretendentes à adoção.


Abrangência

Em Lábrea, as pessoas inscritas para acompanhar o curso poderão assisti-lo presencialmente no espaço da Câmara Municipal – onde a transmissão será gerada – e os que preferirem, poderão, também, acompanhá-lo pela internet.


Nos demais municípios, conforme os organizadores, a atividade poderá ser acompanhada pela internet, no entanto, para aqueles que tiverem dificuldade de acesso remoto, as comarcas que aderiram ao projeto providenciaram espaços com a logística de conexão necessária para o acompanhamento online do curso.


A todas as pessoas previamente inscritas, a organização do evento já disponibilizou os endereços eletrônicos para acesso remoto ao curso, assim como já forneceu instruções sobre os locais (em cada comarca) onde estas poderão se dirigir para acompanhar os trabalhos.


Além do curso nos dias 28 e 29 deste mês – sábado e domingo próximos – também será oferecido uma capacitação específica para os profissionais e voluntários que trabalham na rede de apoio à adoção. Esta, especificamente, ocorrerá no próximo dia 4 de junho (por videoconferência).


Além do apoio da Corregedoria-geral de Justiça (CGJ/AM), da Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional do Amazonas (CEJAIA-AM) e do Grupo de Apoio a Pais Adotivos do Amazonas (GAPAM), o curso, de iniciativa da Vara Única da comarca de Lábrea, tem a colaboração da Defensoria Pública Estadual (DPE-AM) e do Ministério Público do Estado do Amazonas (DPE-AM).


Em cada uma das comarcas que aderiram à iniciativa, a CEJAIA-AM enalteceu o empenho dos magistrados e magistradas pelo trabalho de coordenação da atividade: juíza Andressa Piazzi (comarca de Lábrea); juíza Larissa Padilha (comarca de Anamã); juíza Tamires Gualberto (comarca de Barcelos); juiz Otávio Augusto Ferraro (comarca de Boca do Acre); juíza Naia Yamamura (comarca de Canutama); juiz Paulo Benevides (comarca de Maués); juiz Emmanuel Ormond (comarca de Pauini) e juíza Priscila Maia (comarca de Tapauá).


Informações complementares sobre o curso podem ser obtidas, via WhatsApp, pelo contato do Fórum de Justiça de Lábrea (97) 98452-4446 ou ainda pelo contato da Defensoria Pública Estadual (em Lábrea): (97) 98558-8797.


Sobre a CEJAIA-AM

Uma das entidades colaboradoras do curso, a Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional do Amazonas (CEJAIA-AM) é vinculada à Corregedoria-geral de Justiça e no Amazonas e atua como autoridade central encarregada de dar cumprimento às obrigações impostas pela Convenção de Haia, sendo responsável por receber pedidos de estrangeiros (residentes ou não no País) que pretendem adotar crianças ou adolescentes brasileiros.


A mesma Comissão analisa pedidos e emite certificados de habilitação quando atendidos os requisitos legais para a adoção e administrando o Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento no Estado do Amazonas. Além de intermediar as adoções também atua colaborando com as Vara de Infância e da Juventude Cível da Comarca de Manaus, assim como com as unidades judiciárias das comarcas do interior, promovendo capacitações e assessorando procedimentos que resultam em adoções.

Afonso Júnior

Arte: Acervo/Comarca de Lábrea

SETOR DE COMUNICAÇÃO

imprensa.cgj@tjam.jus.br

0 visualização0 comentário