CGJ-AM recomenda a participação de magistradas em pesquisa realizada pela AMB e ENFAM


Intitulada: "Perfil das Magistradas Brasileiras e Perspectivas rumo à equidade de gênero nos Tribunais", pesquisa tem por finalidade buscar informações que permitam subsidiar propostas de políticas que incrementem a participação institucional feminina no Poder Judiciário, nos termos da Resolução CNJ nº 255/2018.


A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) por meio da Diretoria AMB Mulheres e do Centro de Pesquisas Judiciais, juntamente com a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (ENFAM) lançaram a pesquisa intitulada "Perfil das Magistradas Brasileiras e Perspectivas rumo à equidade de gênero nos Tribunais" tendo como objetivo buscar informações que permitam subsidiar propostas de políticas que incrementem a participação institucional feminina no Poder Judiciário.


Atenta a esta perspectiva, a Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas (CGJ/AM) está motivando e recomendando às magistradas do Poder Judiciário Estadual à participação neste trabalho solicitando que respondam a um questionário on-line que integra a coleta de dados do referido de trabalho de pesquisa.


O questionário pode ser respondido eletronicamente pelas magistradas até o próximo dia 25 de julho, por meio do endereço eletrônico: https://forms.office.com/r/CgJS2G2ihH

De acordo com a Corregedoria de Justiça do Amazonas, nos autos do processo nº 0001752-78.2022.2.00.0804, a participação das magistradas é de fundamental importância pois “o objetivo da pesquisa é buscar informações que permitam subsidiar propostas de políticas que incrementem a participação institucional feminina no Poder Judiciário, nos termos da Resolução CNJ nº 255/2018, e também permitam conhecer melhor o perfil das magistradas brasileiras, subsidiando ações afirmativas, inclusivas, de não-discriminação, de saúde, de aperfeiçoamento profissional e sobretudo de apoio”.

SETOR DE COMUNICAÇÃO

imprensa.cgj@tjam.jus.br

0 visualização0 comentário